E se não tivesse apanhado a "jarda"?


E se tudo fosse diferente? E se a minha mãe não tivesse conhecido o meu pai e naquela noite não tivessem ido comer um caril? E se o caril não tivesse demasiado picante e a minha mãe não se tivesse descontrolado daquela maneira? E se o meu pai tivesse bebido um copo de vinho a mais e caísse na cama e encostado para o lado?
Naquele dia, quando fui jogar à bola no parque, podia ter dado nas vistas e vir a ser um grande jogador de futebol...O João convidou-me para irmos ter com aquelas míudas giras que tínhamos conhecido à tarde na piscina. Pensava fugir de casa e convidar-nos ao três para irmos com ele durante uma semana e acampar-mos num sítio qualquer (como aquele filme que tinha visto à uma semana), só que à última da hora deu-lhe uma terrível dor de barriga e encolheu-se ao pé dos seus pais...
Naquela noite bebi uns copos valentes (foi a minha primeira "jarda") e, depois, entrei numa euforia tal que decidi agarrar num livro com duzentas e tal páginas e lê-lo até meio. E se o álcool me tivesse acentado mal e me desse para vomitar em casa e acabasse por ter aquela conversa intimidante com os meus pais?
Mãe: Já viste que horas são?
Eu: Mãe, começámos a jogar snooker eram para aí umas 23:00. Depois apareceu o primo e fiquei a falar um bocado com ele. Quando demos por nós já era...
Pai: Que cheiro é este?
Mãe: Podes crer, está aqui um cheiro que não se pode...
Pai: Tens a camisola suja... de vómito...
Eu: Mas eu não bebi nada... Foi um croissant de ovo que comi e pôs-me mal disposto. Sabes como é que são estas coisas, no verão o ovo é um problema. Eu já devia saber que não devia comer isso com este calor mas...
Mãe: Já te avisei para não comeres essas coisas... Agora estás aí todo vomitado. Vá, anda beber um copo de leite e vai-te deitar!
Aquele livro mudou-me, o João mudou-me, o filme que o João viu mudou-me, a história do croissant resultou (pensei eu naquela altura)... agora já não tenho esse pensamento em relação à história do croissant porque já apanhei várias "jardas" e sei que os meus pais não quiseram dramatizar aquele momento.
E se eu não tivesse apanhado mais "jardas"? Podia ter ficado de tal modo traumatizado por aquele acontecimento do vómito, que nunca mais voltaria a beber e então teria tempo para ler todos os livros de duzentas e tal páginas. E se eu só conseguisse ler quando bebesse? E se, em vez de ler, eu fosse jogar loto com os meus avós e pais na sala? E se eu, agora, tivesse de ir ao médico tratar de uma dor que me anda a dar nas costas e não escrevesse este texto?
E se fizermos a peça e não puder acontecer nada que a mude? e se não mudarmos ao fazê-la? mas podemos mudar... naquela noite também menti aos meus pais com uma história de um pão de massa folhada em forma de meia-lua e eles também mudaram.


About:Blank

Dia 14 Julho às 22:00

Auditório Proença-a-Nova

Sem comentários: